TRADUTOR / TRANSLATER

TRADUTOR / TRANSLATER / TRADUCTEUR / TRADUCTOR / TRADUTTORE
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Quem sou eu

Minha foto

Bem-vinda(o) à MarMel visualARTS do premiado artista Ton MarMel que desde infante manifestou dotes para pintura, desenho, escultura, frequentou a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, participou de dezenas de salões, exposições no Brasil e exterior, é Doutor em Direito Público que tem a missão de oferecer conhecimento, obras e serviços de excelência com criatividade, segurança e eficiência. 


SEGUIDORES DE MARMEL

TOTAL DE VISITANTES

DESTAQUE

CARTA ABERTA A EXCELENTÍSSIMA SENHORA PRESIDENTA DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SOBRE A SITUAÇÃO DA ARTE E DO ARTISTA BRASILEIROS - http://marmel-ton-marmel.blogspot.com/2011/09/carta-aberta-excelentissima-senhora.html
- "NÓS,BRINQUEDOS" - Conjunto de mais de 600 TELAS executadas em técnicas diversas, distribuído em 4 Volumes, acompanhado de TEXTO-TESE indicativo que pode ser lido integralmente neste link de postagem anterior http://marmel-ton-marmel.blogspot.com/2011/05/nos-brinquedos.html#links - "NÓS, BRINQUEDOS: porque desde a infância somos nossos próprios brinquedos, realizações, sonhos, projetos, inventos, alegrias e decepções." (MarMel) - "Ninguém te sacudiu pelos ombros quando ainda era tempo. Agora, a argila de que

domingo, dezembro 13, 2015

O PATINHO QUE ERA FEIO ATÉ GANHAR NA MEGASENA

Ao contrário do que temos lido, acreditamos que são nossas fraquezas, nossos medos e defeitos os responsáveis pelo nosso desenvolvimento e sucesso, desde que tenhamos conhecimento disso. Na realidade, quando temos consciência dessas falhas lutamos para corrigi-las, policiamo-nos para não repeti-las e com isso mudamos nossos hábitos. Por conseguinte, uma das palavras-chaves para a felicidade e sucesso é autoconhecimento: à medida que nos conhecemos, verdadeira e profundamente, tornamo-nos mais e mais indulgentes, pacientes e compreensivos para com o próximo, exatamente aquele que julgávamos (erroneamente) responsável pela nossa infelicidade, e assumimos o papel principal em nossa vida.


A capacidade de mudar velhos hábitos e antigas atitudes reflete nosso grau de flexibilidade, que indica nosso nível de saúde mental. Quanto mais inflexível, maior será o tempo de reação a situações novas, criando-nos profundos transtornos. Agora, se formos flexíveis e não deixarmos o passado ter poder sobre nós, mais livre nos encontraremos para perceber, digerir e responder adequadamente à vida.

Para ter felicidade e sucesso verdadeiros, faça quatro perguntas para si mesmo: por quê? por que não? por que não eu? por que não agora?

MAS AFINAL, O QUE ISSO TUDO TEM A VER COM A CONHECIDA ESTORIANHA DO PATINHO FEIO QUE DEIXOU DE SER FEIO QUANDO GANHOU O PRÊMIO DA MEGASENA?!

SABE DE NADA, INOCENTE!!!

Então preste atenção nessa estorinha...

- Vó, por que as pessoas sofrem?

- Como é que é?

- Por que as "pessoas grandes" vivem bravas, irritadas, sempre preocupadas com alguma coisa?

- Bem, minha filha, muitas vezes, porque elas foram ensinadas a viver assim (silêncio).

- Vó     .

- Oi      .

- Como é que as pessoas podem ser ensinadas a viver mal? Não consigo entender.

- É que elas não percebem que foram ensinadas para ser infelizes e não conseguem mudar, que as torna assim. Você não está entendendo, não é, meu amor?

- Não, vovó.

- Você lembra da historinha do Patinho Feio?

- Lembro.

- Então ... , o patinho se considerava feio porque era diferente de todo mundo. Isso deixava-o muito infeliz e perturbado, tão infeliz que um dia ele resolveu ir embora, viver sozinho. Só que o lago que ele procurou para nadar tinha congelado e estava muito frio. Quando ele olhou para seu reflexo no lago, percebeu que ele era, na verdade, um maravilhoso cisne. E assim se juntou aos seus iguais e viveu feliz para sempre.

- O que isso tem a ver com a tristeza das pessoas?

- Bem, quando nascemos, somos separados de nossa "natureza-cisne". Ficamos como patinhos, tentando caber no que os outros dizem que está certo. Então, passamos muito tempo tentando virar patos.

- É por isso que as pessoas grandes estão sempre irritadas?

- Isso! Viu como você é esperta?!

- Então, é só perceber que somos cisnes que tudo dá certo? (engasgou) ...

- O que foi, vovó?

- Na verdade, minha filha, encontrar o nosso verdadeiro espelho não é tão fácil assim. Você lembra o que o patinho precisava fazer para se enxergar?

- O quê?

- Ele primeiro precisava parar de tentar ser um pato. Isso significa parar de tentar ser quem não somos. Depois, ele aceitou ficar um tempo sozinho para se encontrar.

- Por isso ele passou muito frio, não é, vovó?

- Passou frio e ficou sozinho no inverno.

- Por isso que o papai anda tão sozinho e bravo?

- Como é, minha filha?

- Meu pai está sempre bravo, sempre quieto com a música e a televisão dele. Outro dia, ele estava chorando no banheiro ... (emudeceu durante algum tempo).

Essas crianças ...

- Vó, o papai é um cisne que pensa que é um pato?

- Todos nós somos, querida.

- Ele vai descobrir quem ele é, de verdade?

- Vai, minha filha, vai. Mas, quando estamos no inverno, não podemos desistir, nem esperar que o espelho venha até nós. Temos que procurar ajuda até encontrar.

- E aí viramos cisnes?

- Nós já somos cisnes. Apenas deixamos que o cisne venha para fora, e tenha espaço para viver.

(A menina deu um pulo da cadeira).

- Aonde você vai?

- Vou contar para o papai o cisne bonito que ele é.

E a boa vovó apenas sorriu...


(O PATINHO FEIO – Trabalho concebido na série de mais de 600 trabalhos, titulados sob Nós, Brinquedos, no Volume 1, subtitulado Poeira em Alto Mar – Ton MarMel)



.